Google+

Tradutor

domingo, 6 de dezembro de 2015

Adobe desencoraja desenvolvedores a utilizarem o Flash




A Adobe está oficialmente encerrando o Flash. Na noite da última terça-feira,1, a empresa anunciou que vai incentivar os desenvolvedores a "utilizarem os novos padrões web", principalmente o HTML 5.
Em um comunicado, a companhia reconheceu a importância do Flash, afirmando que ele "ajudou a empurrar a web para a frente", mas com o crescimento de novas linguagens, decidiu abandonar a plataforma.

Recentemente, o Flash sofreu duros golpes, deixando de ser suportado em diversos navegadores e, praticamente, em todos os smartphones, o que contribuiu para seu declínio.
"Os padrões abertos, como o HTML5, amadureceram e agora oferecem muitos dos recursos que o Flash inaugurou. Nós encorajamos os criadores de conteúdo para construir com os novos padrões da web", explica a Adobe.
Futuro
O Flash não desaparecerá completamente e continuará a ser usado em diversas áreas, como jogos na internet e vídeos. Por isso, a companhia afirmou que está empenhada em “garantir a compatibilidade contínua e segurança de conteúdos Flash". “Vamos trabalhar com o Facebook para ajudar a garantir que conteúdos de jogos Flash na rede social continuem a ser executados de forma confiável e segura", afirmou a Adobe.
Fonte: Olhar Digital, Via Wired  

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Breve lançamento do livro "Na fuga do lobo Guará"




O livro " Na Fuga do Lobo Guará " já esta pronto , este livro conta tudo que o autor " Aurelino da Cunha Pereira, pseudônimo "Chirutropeiro", vivi, ouvi e que viveu, desde a infância até a idade adulta. Conta os causos com uma certa pitada de humor, sobre a vida de antigamente em Sombrio e região, em anexo o livro que foi editado em 1972 " Sombrio: Sua origem, seu povo e tradição".
Você que é filho de Sombriense ou que foi adotado por esta cidade deve conhecer um pouco do nosso passado. Adquira um exemplar pelo Fone (48) 3533-0884 ou E-mail: chirutropeiro@gmail.com Conheça tambem a nossa página da web rádio Somsulnativo com as mais belas musicas tradicionalistas do sul do Brasil www.somsulnativo.com.br



quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Anonymous derruba mais de 5 mil contas do Estado Islâmico no Twitter



A principal estratégia do grupo Anonymous parece mesmo ser desarticular a comunicação e a propaganda do Estado Islâmico. Nesta terça-feira, 17, os hackers anunciaram ter conseguido derrubar mais de 5.500 contas do Twitter ligadas à organização terrorista, à qual declararam guerra um dia antes.
"Nossa capacidade de derrubar o EI é um resultado direto de nossos sofisticados hackers, mineradores de dados e espiões que temos em todo o mundo", disse Alex Poucher, porta-voz do Anonymous, à agência de notícias russa RT. "Eles nao têm hackers como os nossos".
De acordo com ele, o grupo Anonymous possui agentes "muito, muito próximos" ao Estado Islâmico em campo, e que tem acesso a ferramentas eletrônicas que "podem ser melhores que as ferramentas de qualquer governo" para combater os terroristas pela internet.
Segundo um relatório da organização Foreign Policy, só neste ano, hackers do Anonymous já tiraram do ar cerca de 150 páginas da web ligadas ao Estado Islâmico. Além disso, o grupo denunciou também cerca de 100 mil perfis no Twitter, aguardando resposta da rede social.

Fonte: Olhar Digital


terça-feira, 17 de novembro de 2015

CA Technologies realmente decidiu sair do mercado de DCIM






Facebook’s DCIM Vendor CA Quits DCIM Software Market


Em tradução livre:

CA Technologies decidiu sair do mercado de gerenciamento de infra-estrutura de centro de dados, onde foi considerado um dos líderes.

A gigante do software de gerenciamento de infraestrutura de TI baseada em Nova York não vai mais vender sua solução autônoma DCIM software, chamado CA DCIM, que foi implantado em centros de dados operados pelo Facebook e NTT-propriedade RagingWire, entre outros.

A categoria relativamente nova de produtos, soluções de software DCIM foram recebidas com muito ceticismo na indústria. Embora os vendedores e analistas dizem que os profissionais dos centros de dados geralmente entendem DCIM melhor hoje do que fizeram até mesmo um ano atrás, que o ceticismo, juntamente com a complexidade e, na maioria dos casos, elevado custo de implantação de DCIM, ainda impedem muitas empresas de adoptar as ferramentas.

De acordo com uma previsão por Jennifer Koppy, diretor de pesquisa da IDC, que acompanha o mercado DCIM, o mercado vai chegar a $ 576.000.000 em receita este ano - um aumento de $ 475.000.000 em 2014. Ele vai ficar perto de US $ 1 bilhão em 2019, crescendo a um composto taxa anual de 16 por cento.

CA DCIM, que foi construída em torno do produto de monitoramento de energia já existente da empresa chamado ecoMeter, foi um dos quatro principais produtos em empresa de pesquisa de mercado Magic Quadrant do Gartner para DCIM no ano passado, juntamente com o software DCIM by Schneider Electric, Emerson Network Power, e Nlyte Software . Gartner caiu CA do quadrante deste ano, publicado em outubro, deixando Schneider, Emerson, e Nlyte como os três líderes remanescentes.

Emerson, de acordo com a IDC, tem a maior quota de mercado DCIM, seguido por Schneider.

Em vez de vender um produto DCIM autônomo, CA incidirá sobre end-to-end de monitoramento de infraestrutura de TI, incluindo coisas como rede, middleware, bancos de dados e até mesmo aplicativos, Fred Weiller, diretor sênior de marketing de produtos para infra-estrutura de Gerenciamento de Portfólio da CA, disse em uma entrevista.

Isto incluirá energia do data center e recursos de monitoramento de refrigeração, as capacidades de ecoMeter, a gênese do CA DCIM. Mas não vai incluir outros componentes de software DCIM, tais como a visualização do layout do centro de dados físico e gestão de ativos, disse ele.

O produto não acabar na tábua de bater porque houve baixa demanda, Weiller explicou. Era mais sobre como alinhar os produtos da empresa com a sua direção estratégica, que é sobre a expansão de alcance em toda infra-estrutura empresarial horizontal.

"DCIM é o que eu chamaria de uma solução verticalmente integrada que tem o componente ativo, o componente de fluxo de trabalho, e, em seguida, o componente de monitoração", disse Weiller. "Nós decidimos que continuar a desenvolver uma solução DCIM mais verticalmente integrada não era o melhor uso dos nossos recursos em termos de fornecer novos recursos para nossos clientes."

CA continuará apoio para sair clientes CA DCIM, incluindo serviços, lançamentos de manutenção, bem como a expansão da capacidade. "Nós vamos tomar muito cuidado com clientes que implantaram essa solução", disse ele.

Fonte: datacenterknowledge

Link: http://www.datacenterknowledge.com/archives/2015/11/16/facebooks-dcim-vendor-ca-quits-dcim-software-market/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=384&sfvc4enews=42&Issue=DCK-01_20151117_DCK-01_971&utm_rid=CPNET000004633552&elq2=4cb0f6bed0574ec38240870c21d25990&cl=article_1_b&NL=DCK-01

sábado, 14 de novembro de 2015

CA descontinuou seu software DCIM, de acordo com relatório do GARTNER







Esta noticia foi publicada dia 11 de novembro de 2015, quarta-feira, no site americano de notícias Datacenter Knowledge e destaca que a CA descontinuou seu software DCIM, de acordo com relatório do GARTNER. Sendo este um site de notícias de destaque, e idôneo no mercado global de data centers.

Destaco o trecho principal da noticia em uma tradução livre:

"Uma grande diferença no Quadrante Mágico Gartner para DCIM deste ano em relação ao ano passado é a saída da CA Technologies. A CA, que foi considerada um das líderes, descontinuou a venda do seu produto CA DCIM, de acordo com o Gartner.

Um dos mais destacados usuários do CA DCIM é o Facebook, que customizou uma versão modificada do software para seu próprio uso.

A CA ainda fornece funcionalidades de gestão de energia e refrigeração como partes de uma solução completa de gestão, e continua oferecendo suporte para clientes existentes do produto isolado CA DCIM, conforme os analistas do Gartner no seu relatório. E encaminha clientes em busca de soluções de DCIM para "soluções alternativas". 



Destaco o trecho principal da noticia:

"One big difference between this year’s Magic Quadrant for DCIM software and last year’s is the absence of CA Technologies this year. CA was considered one of the leaders last year but has discontinued selling a stand-alone DCIM product, according to Gartner.
One of the most notable CA DCIM customers is Facebook, which has deployed a modified version of the software at its data centers.

CA still provides power and cooling management features as part of an end-to-end infrastructure management solution and continues support for existing customers of stand-alone CA DCIM, Gartner analysts wrote in the report. It refers customers looking for stand-alone DCIM to partners for “alternate solutions.”


Noticia na integra pode ser acessada no link - http://www.datacenterknowledge.com/archives/2015/11/11/gartner-dcim-software-better-understood-but-price-and-deployment-concerns-persist/


Fonte: http://www.datacenterknowledge.com 

quarta-feira, 29 de julho de 2015

HOSPITAL SAMARITANO IMPLANTA DATAFAZ DCIM



A partir do mês de maio, o data center do Hospital Samaritano passa a ser monitorado pela plataforma DataFaz DCIM da Specto. A Sociedade Hospital Samaritano, em Higienópolis - São Paulo, contratou o sistema de DCIM (Data Center Infrastructure Management), DataFaz - DCIM totalmente nacional, com a expectativa de garantir maior disponibilidade e eficiência energética.
 
O software, que analisa em tempo real com visualização tridimensional do ambiente via web, controla todo o data center a partir de sensores e dispositivos implantados na instalação. 
 
A solução do Hospital Samaritano é composta de 8 medidores de temperatura, 4 medidores de inundação tipo cordão (6 metros), 8 medidores de umidade, 8 detectores de Fumaça, 8 sensores discretos (Sensor NA/NF), um multi Medidor Power Logic PM210  (ModBus), bem como Gateways e 2 câmeras Digitais IP PoE (CFTV). Tudo é controlado na central DataFaz em Gabinete 19. 
 
Atento aos avanços da medicina, o Hospital Samaritano, que conta com mais 5.000 médicos credenciados, além de uma equipe de mais de 2.300 funcionários, vem investindo em equipamentos e tecnologia, oferecendo novas especialidades clínicas e cirúrgicas aos pacientes.

Fonte: Datacenterdynamics

terça-feira, 28 de julho de 2015

Os oito erros do suporte ao cliente




O serviço de suporte ao consumidor responde por grande parte da reputação das empresas; conheça os erros mais comuns e como evitá-los


Quando alguém ama ou odeia uma empresa, existe uma grande chance deste sentimento estar relacionado a uma experiência da pessoa com a central de atendimento ao consumidor. O cliente de hoje pode até entender que um produto dê defeito, mas ele espera receber o suporte e a ajuda necessária para resolver o problema, e o mais rápido possível.
O contato direto com os consumidores pode ser o ponto mais frágil de um negócio, portanto é preciso que as empresas tenham um cuidado especial com o atendimento. Os ruídos na comunicação podem trazer problemas para as companhias e também para os clientes do produto ou serviço que não está funcionando, que muitas vezes perde um tempo valioso aguardando a solução de um simples caso por falta de investimento e treinamento dos atendentes.
Para ajudar as empresas a evitarem dificuldades no relacionamento entre o atendimento e os clientes, a LogMeIn elaborou uma lista com os oito maiores problemas do suporte ao consumidor.
1. Tempo de espera
Nada incomoda mais o consumidor do que o tempo de espera de um atendimento por telefone. Alguns chegam a decorar as músicas de espera, o que não traz nada de bom para a reputação da empresa. Desde 2008, é lei que as empresas sigam as normas estabelecidas pelo Ministério da Justiça e Procon para o atendimento ao consumidor – por telefone, o tempo de espera máximo é de um minuto, e no caso de bancos e empresas de cartão de crédito, este número cai para 45 segundos. O descumprimento das regras acarreta multa.
2. Pular etapas
Em um atendimento de suporte via telefone, todas as etapas devem ser seguidas à risca, pois podem comprometer todo o atendimento. Se um produto não está funcionando, a primeira pergunta deveria ser se ele está ligado na tomada, por exemplo. Perguntas básicas, por mais bobas que possam parecer, poupam muito tempo de todos. Recomenda-se criar um passo-a-passo, que deve ser seguido para cada tipo de atendimento.
3. Usar termos técnicos
O cliente não tem vocabulário técnico e não é um especialista no produto, do contrário ele não precisaria entrar em contato com a empresa para pedir ajuda. Criar uma tabela de sinônimos dos termos técnicos e desenvolver explicações simples e diretas ao consumidor são boas saídas. No caso de palavras estrangeiras, deve-se considerar a forma como a palavra é lida em português e onde ela está localizada no produto, sempre com referências bastante diretas de localização.
4. Falta de paciência
Alguns clientes precisam de mais atenção, por simplesmente se comunicarem de forma diferente, e os atendentes devem respirar fundo, falar pausadamente e explicar o passo-a-passo de formas distintas. Muitas vezes, a mesma explicação que funciona para um pode não funcionar para outro, então não adianta usar a agressividade. A equipe de suporte tem que estar preparada para utilizar formas diferentes de enfrentar uma mesma instrução e explicá-las de forma simples e direta.
5. Duvidar do cliente
Seja por falta de preparo do atendente, ou porque o cliente não soube se expressar bem, muitas vezes a equipe de suporte não confia nos problemas apresentados pela pessoa que está pedindo ajuda. Os técnicos nunca devem duvidar do problema apresentado pelo consumidor e precisam escutar com calma, fazer as perguntas corretas e acreditar no que a pessoa está falando do outro lado da linha! A empresa precisa preparar um material com exemplos de tudo o que pode acontecer com um produto ou serviço e a equipe precisa saber como agir no caso do cliente relatar algo que não estava previsto. A equipe deve sempre levar em consideração que, se a pessoa chegou até ao atendimento por telefone, ela realmente precisa de ajuda.
6. Agir como um robô
Não existe nada mais irritante do que falar sobre um problema e receber uma resposta padronizada. Textos prontos e falas padronizadas devem ser evitados ao máximo. Os atendentes podem responder ao cliente usando um vocabulário similar ao utilizado polo mesmo, incluir nas respostas as mesmas palavras e termos utilizados e, dessa forma, criar empatia com o cliente com uma comunicação mais fluida e pessoal, sem esquecer de sempre chamar o cliente pelo nome.
7. Não manter histórico do cliente
Muitas vezes, o sistema do atendente cai, a ligação falha ou o atendimento não pode ser concluído naquele momento. Para evitar que um cliente tenha que explicar toda uma história várias vezes, a empresa deve manter o controle de ligações realizadas e dos atendimentos que precisam de retorno de forma organizada. Desta forma, o histórico do cliente não se perde e os demais atendentes têm fácil acesso ao histórico de atendimentos anteriores. Algumas tecnologias, como a do Rescue Lens, permitem gravar todo o atendimento e guardar no CRM do cliente.
8. Burocracia
Para receber o atendimento telefônico, o consumidor precisa passar por diversas etapas diferentes de gravações, confirmar dados, o modelo do produto que está com problema, isso tudo antes mesmo de chegar ao atendente, que pede novamente todas as informações anteriores. Eliminar etapas antes de o consumidor chegar ao atendente e segmentar as áreas de atendimento em uma única gravação facilita o atendimento, assim como confirmar os dados durante o atendimento ou usar a tecnologia ao seu favor, como no caso dos atendimentos que reconhecem o consumidor e seu histórico apenas por meio do número de telefone do cliente. 
Fonte: Administradores.com

sábado, 18 de abril de 2015

Monitoramento para datacenter DCIM


Data center infrastructure management


Informação é talvez o bem mais precioso que uma empresa ou pessoa pode manter.

Nada mais justo que o seguimento de tecnologia de informação crescer tanto e tão rápido.

Para alguns, um data center é uma sala cheia de racks e servidores, mas para o gerente de TI, um data Center é um conjunto de sistemas como: Climatização, Energia, Segurança, Links, etc.

Visando entender melhor vamos separar em dois grandes grupos, sendo um chamado de ambiente computacional, onde incluímos: Roteadores, switches, servidores, etc. E outro grupo chamado de infra estrutura onde temos: Geradores, No-breaks, Ar condicionado, sensores de fumaça, temperatura e umidade, entre outros.

Para se gerenciar tudo isso é necessário obter informações em tempo real de forma a permitir tomar todas as decisões antecipadamente visando evitar paradas não programadas do sistema.

Assim o monitoramento do datacenter deve incluir todos os subsistemas que são imprescindíveis a sua operação.
Por um lado existem softwares e protocolos de comunicação próprios para o ambiente computacional, capaz de gerenciar: Consumo de banda de rede, uso de discos, uso de memória, temperatura e nível de processamento de servidores, cargas de roteadores e switches, etc.

Como exemplo de protocolo no lado computacional temos um dominante chamado SNMP (Simple Network Monitoring Protocol) em suas três versões e diversos softwares, muitos deles gratuitos e de código aberto que rodam em ambientes Linux, Unix, Windows.

No lado da infra estrutura, também existem soluções de software de monitoramento, com protocolos de comunicação, meios físicos de rede, etc, onde destacamos o padrão Modbus, pertencente à Modicon e amplamente usado em ambiente industrial, sob uma rede serial RS485.

Uma solução DCIM integra as duas interfaces em um único software, permitindo a aquisição de dados e a interação entre os meios.

Uma vez que no ambiente de TI existem profissionais mais familiarizados em tratar e trabalhar com informação, um sistema DCIM precisa então permitir que dados que circulam nas redes dos subsistemas estejam disponíveis através de protocolos conhecidos pelos softwares de monitoramento de TI.

Vamos dar um exemplo para podermos entender melhor as vantagens de um sistema DCIM.
É comum um cliente perguntar ao gerente de um datacenter se é possível colocar mais equipamentos para aumentar o processamento ou armazenamento.
O gerente do datacenter por sua vez precisa analisar diversas informações para dar essa resposta como:
Tenho energia suficiente para isso?
O ar condicionado vai suportar esse aumento de carga?
Meu link irá comportar esse aumento de carga?
Com um sistema com um DCIM essas respostas podem ser respondidas rapidamente e de forma responsável.
Bastaria abrir um software como o  DataFaz e verificar um gráfico com o histórico do consumo de energia e comparado com a energia disponível, ao mesmo tempo pode-se comparar com a temperatura e uso do ar condicionado dos últimos 365 dias e saber se o aumento da carga inserida pode fazer com que o ar condicionado ultrapasse a temperatura máxima desejável, ou se seria necessário incluir novos aparelhos de ar condicionado.
Um software poderia receber todas essas informações e simular automaticamente essas condições, enfim, somente existem benefícios com a implantação de um sistema DCIM.

Mas essa realidade não é tão simples, pois a infra estrutura e o ambiente computacional caminharam por caminhos distintos e hoje são praticamente dois mundos com profissionais e soluções distintas e sem interconexão.

Algumas conceituadas empresas como a Schneider Eletric e a Emerson Power, tem apresentado soluções neste sentido, essas soluções são muito interessantes mas pecam no sentido de que necessitam de que todos os equipamentos da planta sejam do mesmo fabricante, assim ar condicionado, no-break, racks, etc devem ser de uma mesma linha de produtos para permitir essa integração, que pode tornar o custo final alto, além de não atender a um custo aceitável plantas existentes com sistemas heterogêneos.

Por outro lado a Elite Automação com parceiros, nacionais e internacionais, oferece uma solução diferenciada podendo disponibilizar para o usuário toda a integração dos subsistemas através do protocolo SNMP, dando total liberdade ao cliente para usar inclusive o software de gerenciamento que melhor o agrade, não sendo necessário se desfazer do que já existe para ter um sistema DCIM integral.

Vamos analisar uma condição comum em vários datacenter:
O datacenter utiliza um grupo gerador de marca conhecida pois dispõe de QTA (Quadro de Transferência Automático) integrado, dispõe também de um sistema de arcondicionado de precisão, fabricado no Brasil, e possui medidores de energia em todos os quadros elétricos de pelo menos duas marcas e modelos diferentes.

No cenário acima, seria “quase” impossível integrar todos os sistemas por SNMP, pois geradores e medidores de energia normalmente dispõe somente de comunicação serial assim como o ar condicionado de precisão muitas vezes por ser concebido por praticas de automação industrial, não dispõe de comunicação ethernet tampouco SNMP.

Mais com o uso do DataFaz isso é possível. O DataFz integra todos os subsistemas como um gateway visando permitir que o gerente do datacenter possa ter toda informação necessária para poder realmente gerenciar de forma inteligente todos os sistemas e subsistemas de um ambiente de TI.

O DataFaz do Grupo Specto é o Primeiro DCIM 100% Brasileiro, e agora com o lançamento de sua nova versão com gestão de ativos e com uma parceria única na América latina com a Intel qur vai fornecer sua aplicação Intel DCM Energy Director para plataforma DataFaz DCIM. As equipes de Pesquisa & Desenvolvimento das empresas estão trabalhando neste primeiro trimestre de 2015 para integrar as plataformas, que serão oferecidas ao mercado neste semestre. 

DataFaz: Monitoramento e gestão de Data Centers e Ambientes de Missão Crítica.
Desenvolvida por empresas do Grupo Specto, a Plataforma DataFaz é um DCIM(Data Center Infraestruture Management) que realiza o monitoramento, em tempo real, dos parâmetros físicos de Data Centers e outros ambientes de missão crítica. A supervisão é feita via web, tablets ou celulares. A solução engloba o monitoramento de energia (tensão, corrente, potência, circuitos on-off), de umidade, fumaça, poeira, temperatura, infiltrações de água e inundação, controle dos acessos (portas, racks, emissão de senhas) e sistema do CFTV (Circuito Fechado de TV).





  

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Satélite que fornecerá internet banda larga para 95% dos brasileiros.





O satélite que fornecerá internet banda larga para 95% dos brasileiros teve seu design preliminar (PDR) aprovado nesta semana. Com isso, a Yahsat, operadora de satélites dos Emirados Árabes, afirma seguir o planejamento que prevê o lançamento do satélite, chamado Al Yah 3, para o final de 2016.
Com 3,5 mil kg e vida útil de 15 anos, o Al Yah 3 irá oferecer o sinal de internet banda larga para "600 milhões" de internautas, incluindo, além do Brasil, 60% do continente africano.
O satélite da banda Ka será construído e testado na base da Orbital na cidade de Dulles, nos Estados Unidos.
Em setembro deste ano, o consórcio aeroespacial Arianespace anunciou a assinatura de um contrato para pôr o Al Yah 3 em órbita.
"Enquanto progredimos com o desenvolvimento do nosso terceiro satélite, já estamos em contato com potenciais parceiros na África e no Brasil, que nos permitam prover a tão necessária conectividade para esses mercados de oportunidades", diz, em nota, Marcus Vilaça, diretor técnico da Yahsat
O lançamento será realizado no Centro Espacial Europeu de Kuru, que fica na Guiana Francesa, durante o quarto trimestre de 2016.

Fonte: Info.abril.

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Agência trabalha em sistema para substituir GPS tradicional


Nascido como um projeto militar dos Estados Unidos, o sistema de posicionamento global (GPS) que equipa veículos e smartphones depende de um complexo sistema de satélites para fornecer localizações precisas. Foi a Darpa, agência americana que pesquisa novas tecnologias para uso militar, que lançou nos anos 1980 um programa de miniaturização desse equipamento, conhecido como Virginia Slims. Agora, a agência trabalha em uma nova geração. 
O principal objetivo do projeto é tornar o sistema independente do conjunto de satélites que orbita a Terra, base do GPS como conhecemos hoje. Isso porque existem áreas fora da cobertura desse tipo de equipamento, e também porque a rede atual é vulnerável a interceptações e bloqueios inimigos. 
Obviamente, a Darpa não fornece detalhes no artigo publicado na semana passada. O texto faz parte de um conjunto maior de previsões tecnológicas estudadas dentro da agência. Mas há algumas prévias: 
"Para solucionar essa necessidade, a Darpa investe em novas tecnologias radicais que têm o potencial de fornecer qualidade de posição como a do GPS, incluindo aparelhos de medição inercial que usem interferometria atômica; giroscópios que se calibram sozinhos; acelerômetros e relógios; e relógios atômicos com pulso laser e fontes de mico-ondas." 
O futuro do GPS parece complexo, mas brilhante. 

Fonte: Info.abril.

quinta-feira, 19 de março de 2015

EMBRAER Implanta DataFaz DCIM em seu novo Datacenter





A plataforma DataFaz DCIM foi instalada no novo data center da Embraer (Data center F20), em São José dos Campos. O DataFaz é um DCIM totalmente brasileiro, original e inovador, amplamente utilizado em diversos sites no cenário nacional. A plataforma instalada e já em operação desde o final de 2014, é constituída de software e hardware com o objetivo de fornecer ferramenta de automação para racionalização e monitoramento do consumo de energia, controle de temperatura, umidade, inundação, controle de acesso, CFTV e sensoriamento ambiental. 
Toda a topologia da solução segue padrões recomendados pela norma brasileira NBR 14565:2013 e acompanha as últimas versões de normas e recomendações do Uptime Institute, TIA, BICSI e demais órgãos reguladores.
DataFaz DCIM é um software web-based, que permite acesso pelos principais browsers do mercado. Possibilita a apresentação no formato gráfico de métricas de eficiência energética tais como PUE/DCiE, disponibiliza alertas em tempo real, faz a integração com subsistemas com utilização de protocolo aberto e possui módulos para CFTV e controle de acesso.
Além do hardware e sensores originais da plataforma DataFaz ( 44 sensores de temperatura, 4 sensores de inundação tipo cordão e 13 medidores de umidade), foi realizada a integração com o Sistema de UPS utilizando protocolo SNMP, integração do Sistema de Refrigeração utilizando protocolo Modbus TCP, integração do Sistema de Detecção, Alarme e Combate, utilizando protocolo Modbus TCP, integração do Sistema de GMG (geradores) utilizando protocolo Modbus TCP, integração com os painéis elétricos e chave de transferência ASCO, utilizando protocolo Modbus TCP (PDU, QDGE e QFAC), e integração com a solução “CA Infrastructure Management (IM) 2.0″.
O software faz a visualização tridimensional dos ambientes e permite simulações e acompanhamento em tempo real das condições do data center. Instalação pioneira no Brasil, oDataFaz DCIM no data center da Embraer é dos mais avançados da atualidade.

Fonte: http://www.gestaodedatacenter.com.br 

quinta-feira, 12 de março de 2015

Seja Escoteiro! [Promo]

Por que ser Escoteiro?



Ser Escoteiro é muito mais do que cantar em volta da fogueira ou usar um lenço no pescoço. Ser Escoteiro é ganhar novos amigos, aprender coisas novas e fazer parte de um grupo em que todos têm o mesmo objetivo: tornar-se uma pessoa melhor enquanto vive em um mundo repleto de aventuras e desafios.


ESCOTISMO

Escotismo, fundado por Lorde Robert Stephenson Smyth Baden-Powell, em 1907, é um movimento mundial, educacional, voluntariado, apartidário, sem fins lucrativos. A sua proposta é o desenvolvimento do jovem, por meio de um sistema de valores que prioriza a honra, baseado na Promessa e na Lei escoteira, e através da prática do trabalho em equipe e da vida ao ar livre, fazer com que o jovem assuma seu próprio crescimento, tornar-se um exemplo de fraternidade, lealdade, altruísmo, responsabilidade, respeito e disciplina.

PROMESSA ESCOTEIRA

A promessa escoteira sintetiza o embasamento moral do Movimento Escoteiro. No momento da Promessa, os membros do Movimento comprometem-se voluntariamente a conduzirem-se de acordo com a orientação moral do Movimento, reconhecendo a existência de deveres que têm de ser cumpridos. Os elementos da Promessa Escoteira estão contidos nos Princípios do Movimento Escoteiro.

LEI ESCOTEIRA

Conceitos inerentes à Lei Escoteira

Honra, integridade, lealdade, presteza, amizade, cortesia, respeito e proteção da natureza, responsabilidade, disciplina, coragem, ânimo, bom-senso, respeito pela propriedade e auto-confiança.
Quando Baden-Powell idealizou a Lei Escoteira, decidiu não estabelecer leis proibitivas, mas conceitos para formação de pessoas benévolas, para que, desta forma, o jovem escoteiro tivesse onde se espelhar e pudesse se orientar.

Os dez artigos da Lei Escoteira

1. O ESCOTEIRO TEM UMA SÓ PALAVRA; SUA HONRA VALE MAIS DO QUE A PRÓPRIA VIDA.
“A Honra para um Escoteiro é ser digno de toda confiança. Como um Escoteiro, nenhuma tentação, por maior que seja, e embora seja secreta, irá persuadi-lo a praticar uma ação desonesta ou escusa, mesmo muito pequena. Você não voltará atrás a uma promessa, uma vez feita. A palavra de um Escoteiro equivale a um contrato. Para um Escoteiro, a verdade, e nada mais que a verdade.” Baden-Powell
2. O ESCOTEIRO É LEAL.
“O Escoteiro é leal à Pátria, à Igreja, às autoridades do governo, aos seus pais, seus chefes, seus patrões e aos que trabalham como seus subordinados. Como um bom cidadão, você é de uma equipe, jogando o jogo honestamente, para o bem do conjunto. Você merece a confiança do governo de sua pátria, do Movimento Escoteiro, dos seus amigos e companheiros de Patrulha, de seus patrões ou de seus empregados, que esperam que você seja correto, fazendo o melhor possível, em benefício deles, ainda quando eles não correspondem sempre bem ao que você espera deles. Além disso, você é leal também a si mesmo; você não quer diminuir seu respeito a si mesmo jogando mal de propósito; nem vai querer decepcionar ou ficar em falta com outro homem, nem, tampouco, com outra mulher.” Baden-Powell
3. O ESCOTEIRO ESTÁ SEMPRE ALERTA PARA AJUDAR O PRÓXIMO E PRATICA DIARIAMENTE UMA BOA AÇÃO.
“O dever do Escoteiro é ser útil e ajudar a todos. Como Escoteiro, seu mais alto objetivo é servir. Você deve merecer a confiança de que, em qualquer ocasião, estará pronto a sacrificar tempo, trabalho, ou, se necessário, a própria vida pelos demais. O sacrifício é o sal do serviço.” Baden-Powell
4. O ESCOTEIRO É AMIGO DE TODOS E IRMÃO DOS DEMAIS ESCOTEIROS.
“É amigo ou irmão, não importando a que país, classe ou credo o outro possa pertencer. Como Escoteiro, você reconhece as demais pessoas como sendo, com você, filhos do mesmo Pai, e não faz caso de suas diferenças de opinião, casta, credo ou país, quaisquer que elas sejam. Você domina os próprios preconceitos e procura encontrar as boas qualidades que tenham; o defeito deles qualquer um pode criticar. Se você põe em prática esse amor pelas pessoas de outros países e ajuda a fazer surgir a paz e a boa vontade internacionais, isto será o Reino de Deus na terra. O mundo inteiro é uma fraternidade.” Baden-Powell
5. O ESCOTEIRO É CORTÊS.
“Como os antigos cavaleiros, você, sendo um Escoteiro, é, sem dúvida, polido e atencioso com as mulheres, velhos e crianças. Mas, além disso, você é polido mesmo com aqueles que estão contra você. Aqueles que têm razão, não precisam perder a calma; aqueles que não têm razão, não podem se dar ao luxo de perdê-la.” Baden-Powell
6. O ESCOTEIRO É BOM PARA OS ANIMAIS E AS PLANTAS.
“Você reconhecerá como companheiras as outras criaturas de Deus, postas, como você, neste mundo, durante certo tempo, para gozar suas existências. Maltratar um animal é, portanto, um desserviço ao Criador. Um Escoteiro deve ter um grande coração.” Baden-Powell
7. O ESCOTEIRO É OBEDIENTE E DISCIPLINADO.
“O Escoteiro obedece, de boa vontade, sem vacilar, às ordens de seus pais, Monitores e Chefes. Como Escoteiro, você se disciplina e põe-se, profunda e voluntariamente, às ordens das autoridades constituídas, para o bem geral. A comunidade mais feliz é a comunidade mais disciplinada; a disciplina, porém, deve vir do íntimo, e nunca ser imposta de fora. Por isso, tem um grande valor o exemplo que você der aos demais nesse sentido.” Baden-Powell
8. O ESCOTEIRO É ALEGRE E SORRI NAS DIFICULDADES.
“Como Escoteiro você será visto como o homem que não perde a cabeça e que agüenta qualquer crise com ânimo alegre, coragem e otimismo.” Baden-Powell
9. O ESCOTEIRO É ECONÔMICO E RESPEITA O BEM ALHEIO.
“Como Escoteiro, você olhará para o futuro e não irá dissipar tempo e dinheiro com prazeres do momento, mas, ao contrário, fará uso das oportunidades do momento tendo em vista o futuro sucesso. Você fará isso com a idéia de não ser um ônus, mas uma ajuda para os demais.” Baden-Powell
10. O ESCOTEIRO É LIMPO DE CORPO E ALMA.
“O Escoteiro é limpo em pensamento, palavra e ação. Como Escoteiro, espera-se que você tenha não só uma mente limpa, como também uma vontade limpa; seja capaz de controlar quaisquer tendências intemperadas do sexo; dê um exemplo aos demais sendo puro, franco, honesto em tudo que pensa, diz ou faz.” Baden-Powell

VALORES DO MOVIMENTO ESCOTEIRO

Missão

A missão do escotismo é contribuir para a educação do jovem, baseado em sistema de valores baseados na Promessa e na Lei Escoteira, ajudando a construir um mundo melhor, aonde se valorize a realização individual e a participação construtiva em sociedade.

Visão

O Movimento Escoteiro, é um movimento global que produz uma real contribuição na criação de um mundo melhor.

Princípios do Escotismo

A Organização Mundial do Movimento Escoteiro define como Princípios do Escotismo:
  1. Dever para com Deus (crença e vivência de uma fé, independentemente de qual seja);
  2. Dever para com os outros (participação na sociedade, boa ação, serviço ao próximo);
  3. Dever para consigo próprio (crescimento saudável e auto desenvolvimento).

Desenvolvimento físico

Proporcionar o desenvolvimento físico do jovem por meio de jogos ao ar livre, exercícios, excursões e acampamentos.

Desenvolvimento moral

A finalidade é o caráter com um propósito. E o propósito é que essa geração seja sadia no futuro, para desenvolver a mais alta forma de compreensão e dever para com Deus, pátria e próximo.

Desenvolvimento intelectual

Dá-se uma preparação adequada pelo conhecimento adquirido em cada uma das etapas como cozinha; campismo, nós, natação e salvamento; primeiros socorros; regras de segurança, orientação, transmissão de sinais, estudo da natureza, entre outros.

MÉTODO ESCOTEIRO

1. ACEITAÇÃO DA LEI E DA PROMESSA ESCOTEIRA
Todos aqueles que querem fazer parte do Movimento Escoteiro devem aceitar a Lei e a Promessa Escoteira, e o fazem voluntariamente, pois ninguém é obrigado a ser Escoteiro. Aceitar a Lei e a Promessa significa prometer vivenciá-las, assumir um compromisso de vida, um código de ética e de comportamento. Ninguém é obrigado a aceitar a Lei e a Promessa, mas a partir do momento que o faz espera-se um esforço para observá-las.
2. APRENDER FAZENDO
O Escotismo prega o aprendizado pela prática, pela ação, valorizando o treinamento para a autonomia baseado na autoconfiança e iniciativa, desenvolvendo os hábitos da observação e dedução.Não usamos aulas para transmitir informações ou impingimos aos jovens exercícios teóricos com o objetivo de adquirir conhecimento. Nós preferimos fazer com que todos aprendam com a prática e que o erro seja visto como um passo em busca do acerto. Os jovens devem ser incentivados a desenvolverem suas habilidades e gostos pessoais, cabendo ao Escotista criar oportunidade para tal.
3. VIDA EM EQUIPE
A vida em equipe significa a integração a pequenos grupos, que são as unidades de trabalho nas Seções. O pequeno grupo possibilita a descoberta progressiva de responsabilidade e prepara o autocontrole, por meio da disciplina consciente assumida voluntariamente além de desenvolver a capacidade tanto para liderar quanto para cooperar.Nos Ramos Escoteiro e Sênior este ponto é aplicado sob o nome de Sistema de Patrulhas.
4. ATIVIDADES PROGRESSIVAS, ATRAENTES E VARIADAS
As atividades são o elemento que dispomos para atrair os jovens no Movimento Escoteiro. Para tal, é necessário que se atendam aos anseios, as características e necessidades de cada faixa etária. As atividades definidas, programadas com a participação dos jovens de acordo com cada Ramo, asseguram seu interesse e seu envolvimento. Eles vão ao Grupo para se divertir e nós utilizamos as atividades para ajudá-los na sua auto-educação.As atividades devem ser programadas de maneira progressiva não somente em duração, mas em termos de exigências de técnicas, habilidades e amadurecimento e de oferecer aos jovens desafios e aventuras de acordo com a sua evolução no Grupo, ou vivência dos diferentes Ramos.As atividades devem ser atraentes e variadas. Elas serão atraentes quando afinadas com os desejos e necessidades dos jovens.
As atividades escoteiras compreendem jogos, capacitação em técnicas úteis estimuladas por um sistema de distintivos, a vida ao ar livre e em contato com a natureza, a interação com a comunidade, a Mística Escoteira e o Ambiente Fraterno.
5. DESENVOLVIMENTO PESSOAL COM ORIENTAÇÃO INDIVIDUAL
O chefe escoteiro deve acompanhar o desenvolvimento de cada jovem individualmente. Deve identificar suas qualidades e deficiências para melhor orientá-lo e criar oportunidades para que ele se supere. Manifestar interesse pelas coisas que ele faz, gosta, oferecer ajuda e orientação são alguns passos para conquistar a amizade do jovem.Portanto, o chefe deve considerar a realidade e o ponto de vista de cada jovem, identificar as potencialidades de cada um e dar o exemplo
Individualmente, muitos desses pontos são ferramentas de outras formas de educação. Mas no escotismo eles fazem parte de um todo, tornando o Método escoteiros único.
Os elementos atuam como uma rede, e podem ser visto singularmente como:
  • Cada um tem uma função específica;
  • Interação de cada um reforça o mesmo;
  • Contribuí para toda proposta a ser atingida.
Uma importante característica do sistema é a sinergia criada, o efeito do sistema é muito maior do que um elemento sozinho. Cada elemento do Método tem função educacional; cada elemento completa o impacto do outro. Se algum elemento se perde ou não é utilizado propositadamente, o sistema não pode servir para a proposta inicial – o progressivo e holístico desenvolvimento do jovem.
O Método Escoteiro foi desenvolvido para estimular o desenvolvimento do jovem para além dos anos de escotismo. Isso significa que funciona para todos os jovens mesmo que ele tenha oitenta anos.
Pode parecer que há um erro, uma pessoa não pode estar fisicamente em contato com o mundo natural e dando suporte a um hospital, mas ela pode sim conter elementos da natureza como um plano de fundo, ou mesmo presente utilizando métodos que não deteriorem a natureza, por exemplo.

O sistema natural de progressão de auto-educação

O Método Escoteiro é um sistema de progressão, a intenção é estimular que cada jovem desenvolva suas capacidades e seus interesses. Ele faz isso colocando desafios a serem superados, aventuras, incentivando a explorar, a descobrir, a experimentar, a inventar e a criar a capacidade de achar soluções; mas sempre respeitando-os individualmente, suas barreiras.

MODALIDADES

Existem três vertentes do Escotismo, diferenciando somente no foco de suas atividades, mas preservando os valores:

Modalidade Básica

A Modalidade Básica, caracterizada pelo escoteiro típico, sendo a modalidade com o maior número de integrantes, apresenta grande flexibilidade de atividades e com formação geralmente mais voltada para a atividade excursionista, campismo e montanhismo.
Os acampamentos exigem inúmeras técnicas escoteiras, dentre elas a que se destaca é a pioneiria, uma forma de suprir a necessidade de móveis e como um modo de proteção, normalmente constituídas por troncos de madeira e unidas através de amarras.

Modalidade do Mar

O que caracteriza o Escotismo Modalidade do Mar é que eles realizam suas atividades preferencialmente na água, onde quer que exista água em quantidade e profundidade suficientes para que uma embarcação possa navegar, seja ela de que tipo for. Sendo assim podem existir Escoteiros do Mar, seja esta água de mar, de rio, lago, lagoa ou pantanal. Procurando desenvolver nos jovens o gosto pela vida no mar, pelas artes e técnicas marinheiras, pela navegação à vela e a motor, pelas viagens e transportes marítimos, pela pesca, pelo estudo da oceanografia, pela exploração e pelos esportes náuticos, incentivando o culto das tradições da marinha. A gama de atividades que podem ser realizadas é enorme, indo da tradicional navegação a remo até mergulho ou windsurf.

Modalidade do Ar

O Escotismo Modalidade do Ar procura desenvolver nos jovens, além dos valores da Modalidade Básica, o gosto pelo aeromodelismo, aeroplanos, pelos problemas de aeroportos, aeronavegação, aeropropulsão, pelo pára-quedismo e pelos esportes aéreos, pelo estudo da meteorologia e da cosmografia, pelo mundo aeroespacial e pela cosmonáutica, incentivando o culto das tradições da aeronáutica do país.
As ênfases educativas das Modalidades do Mar e do Ar são sugeridas aos Ramos Escoteiro e Sênior. No Ramo Lobinho o desenvolvimento nas Modalidades do Mar e do Ar ocorrem sob forma de atividades especiais, especialidades, etc. No Ramo Pioneiro se reflete em Projetos de Equipes de Interesse.

terça-feira, 10 de março de 2015

Sites novos têm 22 dias até serem encontrados pelo Google




Leva cerca de 20 dias para o Google descobrir um site novo e indexá-lo ao seu motor de buscas. A descoberta foi feita através de um experimento lançado por Matthew Rothenberg, um ex-chefe do Flickr que está acostumado a fazer testes com produtos de internet.
Desta vez ele criou o Unindexed, uma página que incentivava os visitantes a fazer comentários mas que desapareceria no momento em que o Google a encontrasse. Demorou 22 dias.
Em entrevista à Motherboard, Rothenberg explicou que não fez esforço para esconder o site, apenas alertou os visitantes de que o crescimento do espaço poderia matá-lo. Durante o tempo em que ficou ativa, a página recebeu 346 visitas e 31 comentários.
Rothenberg tornou o código usado no experimento público, assim qualquer um pode criar sua própria página autodestrutiva (veja aqui).


Fonte: Olhar Digital.

quinta-feira, 5 de março de 2015

A fé de Albert Einstein





Confira o que o famoso Einstein respondeu a uma menina que lhe perguntou: “Os cientistas rezam?”

Esta frase é do cientista Albert Einstein: “Todo aquele que está seriamente comprometido com o cultivo da ciência, chega a convencer-se de que, em todas as leis do universo, manifesta-se um espírito infinitamente superior ao homem, diante do qual nós, com nossos poderes, devemos nos sentir humildes”.
 
Agora, esta frase pronunciada pelo fundador da física contemporânea, com sua Teoria da Relatividade, prêmio Nobel de Física em 1921, tem ainda mais relevância com o conteúdo de uma carta com a qual respondia a uma menina que lhe fez a seguinte pergunta: “Os cientistas rezam?”.
 
Segundo a informação publicada no jornal “La Vanguardia” no último dia 1º de dezembro, com o título “As 10 cartas mais surpreendentes da história”, no breve escrito que Einstein dirige à menina, o cientista afirma que “a dedicação à ciência conduz a um sentimento religioso especial”.
 
A crença em um ser superior
 
Como fruto desse sentimento, Einstein acrescenta que quem se dedica seriamente à ciência “acaba convencido de que algum espírito se manifesta nas leis do universo, um espírito muito superior ao do homem”.
 
Estes são alguns dos fragmentos da carta, que data de 24 de janeiro de 1936:
 
“Cara Phyllis: (...) Os cientistas acreditam que tudo o que acontece, inclusive os assuntos dos seres humanos, se deve às leis da natureza. Por conseguinte, um cientista não tenderá a acreditar que o curso dos acontecimentos possa ver-se influenciado pela oração, ou seja, pela manifestação sobrenatural de um desejo.
 
Não obstante, temos de admitir que nosso conhecimento real dessas forças é imperfeito, de maneira que, no final, acreditar na existência de um espírito último e definitivo depende de uma espécie de . É ainda uma crença generalizada inclusive diante das conquistas atuais da ciência.
 
Ao mesmo tempo, todo aquele que se dedica seriamente à ciência acaba convencido de que algum espírito se manifesta nas leis do universo, um espírito muito superior ao do homem. Assim, a dedicação à ciência conduz a um sentimento religioso especial, sem dúvida muito diferente da religiosidade de alguém mais cândido. Saudações cordiais, A. Einstein.”

Fonte: Aleteia.org.

quarta-feira, 4 de março de 2015

Descubra o segredo de Albert Einstein para “aprender mais”


Aprender mais sobre diversos assuntos é muito necessário na sociedade em que vivemos. Um conselho que Albert Einstein deu para o seu filho, por volta de 1915, é completamente atual e dá uma luz para quem quer ser mais estudioso e mais inteligente.
Tudo começou quando Einstein tinha 36 anos. Na época, ele conseguiu resumir em duas páginas toda a teoria geral da relatividade (o grande trabalho da sua vida). Nesse momento ele decidiu escrever para Hans Albert, seu filho mais velho, o grande segredo para aprender mais.
Afastado da família por questões de segurança durante a Primeira Guerra Mundial, Einstein respondeu uma cartinha escrita pelo seu filho de apenas 11 anos. Nela, falou que havia feito uma grande descoberta, e prometeu para o menino que o ensinaria a sua descoberta científica. A carta, publicada no livro “Posterity: Letters of Great Americans to Their Children” mostra o que Einstein falou para o filho: “você pode aprender muitas coisas boas e belas comigo, coisas que ninguém mais poderá lhe ensinar. O que conquistei com muito trabalho extenuante não está apenas aí para pessoas estranhas, mas, principalmente, para meus próprios filhos. Esses dias, concluí uma das obras mais belas da minha vida. Quando você for maior, lhe contarei”.
O grande segredo pode ser encontrado na segunda parte da carta: “estou muito contente que você tenha encontrado alegria no piano (…) Toque, principalmente, as coisas de que gosta, mesmo se o professor não lhes der como tarefa. Essa é a forma de aprender mais: quando está fazendo algo com tanto prazer que não se dá conta de que o tempo passou. Às vezes, estou tão envolvido no meu trabalho, que me esqueço de almoçar”, disse Albert Einstein ao filho.

Fonte: Mundopocket.

terça-feira, 3 de março de 2015

Intel e Specto assinam acordo para cooperação em DCIM - Gestão de Data Center

Intel e Specto assinam acordo para cooperação em DCIM

Monitoramento e Gestão de Data Centers e Ambientes de Missão Crítica: Desenvolvida pela Specto, a Plataforma DataFaz é um DCIM que realiza o monitoramento, em tempo real, dos parâmetros físicos de Data Centers e ambientes de missão crítica. A supervisão é feita via web, tablets ou celulares. A solução engloba o monitoramento de energia (tensão, corrente, potência, circuitos on-off), de umidade, fumaça, poeira, temperatura, infiltrações de água e inundação, controle dos acessos (portas, racks, emissão de senhas) e sistema do CFTV (Circuito Fechado de TV).
Tudo é mostrado em um único console, com visualização 3D, gráficos interativos, métricas de eficiência, simuladores e relatórios. O DataFaz é aplicado em Data Centers, mas também em outros ambientes de missão crítica, tais como Centros de Controle e Operações – CCO, Subestações de Energia, Centrais de Telecomunicações, Hospitais, Centros Cirúrgicos, Túneis, Salas de Automação e de Operação Industrial.
Benefícios do DataFaz DCIM
As grandes vantagens do DataFaz são a sua aderência a data centers de qualquer porte, onde o custo é algo relevante, um rápido ROI, bem como o fato de ser uma plataforma brasileira, que permite desenvolvimento e suporte técnico local, tecnologia avançada e sob medida, com equipes de manutenção presentes e ótimo SLA.
Maior disponibilidade – a utilização de soluções DCIM aumenta a disponibilidade do Data Center. Por um baixo custo de implementação, o DataFaz monitora circuitos elétricos, consumo e pontos de falha, gerencia ativos, avalia hos spots, emite alertas em tempo real, prepara atividades para as equipes de manutenção preventiva e evita paradas e quedas do Data Center.
Aumento da eficiência energética - em tempo real a plataforma DataFaz apresenta as métricas de eficiência energética, tais como PUE (Power Usage Effectiveness) e DCIE (Data Center Infrastructure Efficiency). Isso permite avaliação constante da demanda de energia. Diagramas unifilares, demanda por fase, avaliação de áreas quentes e frias e relação entre grandezas são respostas rápidas da plataforma visando constante aumento da eficiência energética.
Aperfeiçoando a Gestão – a gestão de um Data Center é missão crítica. Só uma ferramenta como DataFaz permite gerenciar e simular espaços, analisar temperaturas ponto a ponto, gerar diagramas elétricos e termográficos para aperfeiçoar a distribuição de equipamentos. Também assegura máxima segurança física das áreas críticas sob controle, com controle e geração de rotas de acesso, visualização integrada CFTV, mantendo o Data Center literalmente “nas mãos”.
Fonte: http://www.gestaodedatacenter.com.br



AddThis Smart Layers

Aqui você pode doar para a manutenção das noticias do Blog de Tecnologia

Doe com o Pag Seguro

Pagamento Global

Imagens de solução

Socialclique

Afilio

Siliconaction

Cliquebanner

Afilio

Web Rádio Somsulnativo

Fogabras

Blog do Nelson Alves

Blog de Moda

Blog de Tecnologia