Google+

Tradutor

sábado, 25 de outubro de 2014

Embraer apresenta cargueiro militar KC-390 produzido para a FAB





A Embraer lança nesta terça-feira (21) o cargueiro militar KC-390. A apresentação será feita em Gavião Peixoto (SP), onde o modelo está sendo produzido. O acordo entre a Força Aérea Brasileira (FAB) e a fabricante brasileira de aviões prevê a aquisição de 28 aeronaves ao longo de dez anos - a primeira entrega está programada para 2016.
A aeronave serve para missões de transporte de militares e de carga e poderá pousar em pistas em áreas densas como a Amazônia ou remotas como a Antártica. O avião pode fazer o lançamento de paraquedistas e de carga, missões humanitárias, combate a incêndios, além de realizar buscas e até reabastecer outras aeronaves em voo.

"A Embraer fez o estudo de mercado pra essa classe de transporte militar iniciado em 2005 e concluído em 2006, onde constatamos que havia um mercado interessante para um avião desse porte. Então acabamos respondendo um pedido de demanda da FAB, com isso, sendo contratados pela Força Aérea para um desenvolvimento da aeronave em 2009", disse Paulo Gastão Silva, diretor do programa KC-390.

O contrato para produção em série prevê investimento de R$ 7,2 bilhões. O protótipo está na fase de montagem estrutural e mais de 1,5 mil trabalhadores estão diretamente envolvidos no projeto, além de mais de 50 empresas brasileiras que participaram do desenvolvimento do cargueiro.
ExportaçãoA Embraer tem negociações para a venda do KC-390 no exterior. "Nós estamos fazendo um avião que olha para o mercado como um todo. Nós já temos algumas declarações com intenções de compra do avião, são cinco países que já nos definiram, sendo Argentina, Chile, Colômbia, Portugal e República Tcheca, e também estamos fazendo a promoção de marketing do avião no mundo todo", disse Silva.
Fonte: G1.blobo.com

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Google usa camelos para incluir deserto no Street View




O Google usa carros, motos, bicicletas e mochilas, entre outras coisas, para fotografar lugares pelo mundo que serão incluídos no Street View. Agora a empresa resolveu apelar aos camelos.
Os animais foram “equipados” com as câmeras da companhia para registrar as paisagens do deserto de Liwa, nos Emirados Árabes Unidos.
É possível ver uma boa parte do lugar, incluindo o famoso oásis que há por lá - o maior da península arábica. 


Fonte: Olhardigital.

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Hacker mais novo da China tem 13 anos




Além da rigidez no controle da internet, a China é famosa por seus hackers, entre os quais alguns estão na mira do exército norte-americano. Contudo, o mais jovem deles se intitula como um "bom garoto".
Wang Zhengyang, de apenas 13 anos, diz ser um "white hat", grupo de hackers que procura brechas com a intenção de melhor a segurança de uma empresa ou site. "Eu acho que aqueles que invadem sistemas o dia inteiro por lucro são imorais", afirmou o menino à emissora CCTV. "É interessante procurar por riscos de cibersegurança e me sinto feliz quando encontro um, mas eu não uso meu talento para algo ilegal", completou.
No final do mês passado, Wang discursou na Conferência de Segurança da Internet, realizada em Pequim. O garoto diz ter invadido o sistema da escola onde estuda porque não queria passar horas fazendo a lição de casa. Depois disso, Zhengyang já ajudou a consertar mais de cem sistemas vulneráveis a ataques.
Em um deles, o garoto alterou o sistema de cobrança de um e-commerce e mudou o preço de um produto de 2,5 mil iuans (cerca de R$ 1 mil) para apenas 1 iuan (R$ 0,40). No entanto, o jovem disse não ter finalizado a compra e apenas informou a falha à loja. Em outro caso, Wang contou à uma empresa de Pequim sobre uma brecha que poderia afetar mais de cem escolas no país.


Fonte: Olhardigital.

5 truques da Apple para convencer as pessoas a trocar o iPhone



Em apenas três dias de vendas dos novos iPhones 6 e 6 Plus, a Apple abocanhou 10 milhões de unidades vendidas, atualizando seu recorde. Contudo, boa parte dos usuários que adquiriu um dos novos modelos provavelmente só fez a compra porque acreditou que precisava, de alguma forma, trocar o seu iPhone antigo, sendo que nem sempre,ele se encaixava na divisão de "obsoletos".
Cracked listou cinco "truques" que a empresa da maçã usa para fazer o usuário acreditar que precisa do último lançamento do iPhone. Veja abaixo:
A lentidão nos modelos antigos
Toda vez que a Apple lança um novo iPhone, geralmente novas versões do iOS são apresentadas junto. E assim, alguns aparelhos mais antigos acabam não recebendo a atualização ou não rodam bem a versão, ficando lentos. No entanto, se o usuário optar por manter a versão antiga, verá que o iPhone continua funcionando normalmente.
Como explica o Cracked, a companhia aumenta a velocidade dos aplicativos, a fluidez das animações e o tamanho dos recursos pensando em telas maiores. Mas isso não significa que um iPhone antigo ficará lerdo, pois é preciso levar em conta que as configurações são diferentes. Além disso, usuários antigos provavelmente passarão por menos experiências desagradáveis que os do iOS 8, que já sofrem com a queda drástica de bateria e problemas de compatibilidade com hotspots Wi-Fi, como reportado nas últimas semanas.
A falsa espessura mais fina
Na última apresentação dos iPhones 6 e 6 Plus, a Apple comparou os dois modelos com o iPhone 5S em relação à espessura. A empresa afirma que os novos iPhones possuem 6,9 mm e 7,1 mm respectivamente, ante 7,6 mm do 5S.
Porém, o que os usuários não percebem é que o iPhone 5S não possui curvas e que, se levado em conta a área das curvas e o relevo de detalhes como a câmera (que parece ter "saltado" para fora nos últimos iPhones), o iPhone 6 e 6 Plus não são tão finos.

Celebridades
Se você ainda não notou, a Apple tem uma boa proximidade com celebridades para divulgar produtos ou fazer parcerias que envolvam seus gadgets e serviços. Prova mais recente disso foi o lançamento dos iPhones 6 e 6 Plus, no qual a banda U2 fez um show e, logo em seguida, apareceu nos dispositivos dos usuários sem a permissão deles.
Essa proximidade com artistas como Dr. Oz, CoCo Lee, Will.i.am e outros ajuda não só a criar buzz nos produtos, mas também divulgar que o "cantor X" já possui o novo modelo de iPhone. A falecida atriz Joan Rivers chegou a fechar contrato publicitário com a Apple paradivulgar no Facebook que estava de desfazendo de um modelo antigo para comprar um iPhone 6. O único problema é que o post foi publicado mesmo após sua morte.
Falsa escassez X exclusividade
No ano passado, a Apple foi acusada que fingir escassez de iPhones 5S na versão dourada para aumentar o desejo pelo aparelho. Como reporta o cracked, lojas na Austrália e na Wall Street, famosa avenida em Nova York, não receberam o modelo no início das vendas. Já em São Francisco, Califórnia, a loja modelo da Apple chegou a receber apenas 20 aparelhos na cor dourada.
Já em 2014, pessoas chegaram a brigar em Apple Stores para adquirir os novos modelos de iPhone, com medo que ele se esgotasse. Sendo assim, a Apple tem sucesso muitas vezes não pelo produto que ela oferece, mas a ideia de que aquele aparelho pode acabar ou que o usuário pode ser um dos únicos a tê-lo.
Upgrade desnecessário
Segundo estudo divulgado pela comScore, 65,5% dos usuários americanos não baixa nenhum aplicativo durante o mês. A maioria dos usuários passa seu tempo no smartphone imerso em apps que eles já possuíam, o que torna upgrades de memória e velocidade desnecessários. Apenas 2,4% dos entrevistados disse baixar mais de 8 apps por mês.

Aqui no Brasil, não temos uma pesquisa semelhante atualizada, contudo, basta refletir por alguns instantes quais aplicativos você mais usa e, provavelmente, concordará com a pesquisa.



                                                                                                                                    Fonte: Olhar digital.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Samsung começa a produzir SSDs mais baratos e eficientes



A Samsung revelou que começou a produzir SSDs que têm como objetivo substituir de vez os HDs no computador das pessoas. O produto traz células multiníveis de 3 bits, com memória flash 3D Vertical NAND, também conhecido como TLC V-NAND.
Com a nova tecnologia, espera-se um desempenho ainda melhor do que os atuais SSDs da Samsung. Os atuais modelos com V-NAND da empresa, como o 850 Pro SSD, chegaram ao topo dos benchmarks e com a tecnologia de 3 bits os resultados podem ser duas vezes melhores.
De acordo com a empresa, o investimento na tecnologia deve resultar em SSDs mais baratos, rápidos e com capacidade muito maior do que já existe no mercado.
No entanto, os usuários terão que esperar um pouco para ver a tecnologia no mercado, já que não há previsão de lançamento de produtos.



Fonte: Olhardigital.

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Veja os truques da Samsung para incentivar usuários a trocar de celular




Se a Apple tem seus truques para induzir seus usuários a trocar de celular, as concorrentes também têm, mesmo apostando em plataformas completamente diferentes. Abaixo estão alguns dos artifícios da Samsung para incentivar seus usuários a migrar para um celular novo. 
Android defasado
A Samsung é campeã em lançamento de smartphones, sem sombra de dúvidas. Os usuários não têm como saber todos os aparelhos lançados durante o ano. Nós, da imprensa, também não conseguimos acompanhar tudo e nem mesmo a Samsung divulga todos os seus produtos; alguns chegam às lojas sem alarde.
Quando a linha de produtos da empresa se torna tão confusa, o suporte também fica. As atualizações de software demoram a chegar, fazendo com que os aparelhos fiquem defasados e atrasados em relação ao mercado, sem vários recursos das novas versões do Android. Eventualmente, os aplicativos param de receber novos recursos e o usuário fica parado no tempo.
E isso não acontece só com o Galaxy Ace e similares. O Galaxy S3, por exemplo, ainda não chegou ao Android 4.4 e provavelmente não deve chegar, forçando usuários a três alternativas: ficar com o aparelho ultrapassado; procurar formas alternativas de atualizar seus aparelhos, com ROMs customizadas, ou comprar um celular novo.
Acessórios incompatíveis
Depois de se estabelecer como a maior fabricante de celulares no mundo, a Samsung resolveu investir em acessórios para estes celulares. Relógios e pulseiras inteligentes estão em alta na companhia, mas apenas para quem tem um celular atualizado.
Claro que isso tem tudo a ver com o primeiro item da lista, mas vale a ressalva específica. Sem um aparelho moderno, você nunca poderá entrar na era da tecnologia vestível, que depende do apoio de um smartphone devidamente atualizado para isso.
Software pesado
A TouchWiz, interface customizada do Android presente em todos os aparelhos da Samsung, é reconhecidamente pesada e propensa a travamentos depois de algum tempo. Todos os anos, a empresa lança um aparelho mais potente que ajuda a complementar os requisitos necessários para rodar o sistema com mais folga, o que é por si só um incentivo para a mudança.
Junto disso, os aparelhos que recebem atualizações do Android também apresentam uma queda de desempenho considerável, já que a tendência é que o sistema operacional fique mais pesado a cada nova atualização.
Celebridades
Se a Apple coloca discretamente os iPhones na mão dos famosos para promovê-los, a Samsung o faz de forma mais óbvia. No caso do Galaxy Note 3, por exemplo, a lendária “selfie” do Oscar foi feita unicamente para promover o phablet da Samsung. O mesmo aconteceu quando David Ortiz, astro do beisebol nos EUA, tirou uma foto com o presidente Barack Obama. 
Novidade pela novidade
A Samsung é campeã em incluir recursos novos em seus aparelhos. No entanto, geralmente, estes elementos não têm muita aplicação, mas a empresa os utiliza nos seus dispositivos mesmo que eles ainda não tenham uma função clara. É o caso do Galaxy Edge, o aparelho com um dos cantos curvos que ninguém sabe exatamente como melhora a experiência do usuário. Mesmo assim, a empresa espera pegar os early-adopters com essa visão de sempre ser a primeira a lançar algo, mesmo que a tecnologia ainda não esteja pronta.


Fonte: Olhardigital.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Malware que criou botnet de 17 mil Macs usa Reddit como centro de controle





Uma combinação improvável de um sistema operacional com um fórum na internet resultou em uma rede de computadores zumbi (ou simplesmente botnet) de mais de 17 mil máquinas. E os nomes envolvidos são de surpreender: o Mac OS X e o site Reddit.
De acordo com um relatório da empresa de segurança russa Dr. Web, um malware chamado Mac.BackDoor.iWorm (ou simplesmente iWorm) já "recrutou" mais de 17 mil máquinas. Não há pistas por enquanto sobre como ele se espalha e o porquê de o Mac ser o sistema afetado. Além de ter o aparelho feito de refém pelo responsável pelo ataque, a vítima pode sofrer roubo de dados pessoais e servir de intermediário no espalhamento do próprio malware ou de ataques DDoS — tudo sem saber o que está acontecendo.
O curioso desse ataque é que os infectados recebem comandos de servidores a partir de informações postadas no fórum Reddit. Além disso, cerca de 690 máquinas estão localizadas no Brasil.
O bot usa o serviço do site como "centro de controle e comando" de uma forma bem curiosa. Utilizando contas falsas, os hackers postam endereços de servidores em fóruns aleatórios, como o /minecraftserverlists. Em seguida, as máquinas infectadas acessam o sistema de busca do Reddit para encontrar essas mensagens, que servem de guia para que o aparelho seja enfim conectado à botnet.
Por enquanto, nem o Reddit (que não tem a menor culpa no caso, já que também é uma vítima e está fazendo de tudo para deletar as contas falsas e proteger os fóruns escolhidos) nem a Apple comentaram o caso.


Fonte: Tecmundo.

domingo, 19 de outubro de 2014

Novo vírus faz caixas eletrônicos ejetarem dinheiro




A Interpol (Política Internacional) e a empresa de segurança Kaspersky informaram ter detectado um novo malware que permite ejetar dinheiro em caixas eletrônicos. Conhecido como "Tyupkin", o malware gera códigos que mudam de forma rotativa e possibilitam sacar notas no caixa eletrônico. Sendo assim, com o código em mãos, o criminoso pode repassar o algoritmo para um parceiro por alguma forma de comunicação, como telefone.
O hack ainda mostra quanto dinheiro está no caixa eletrônico e, para não chamar a atenção, ele só funciona nas noites de domingo e segunda-feira. Com o malware, é possível liberar até 40 notas de uma só vez. Estima-se que até agora, 50 caixas foram afetados no Leste Europeu, no entanto, relatos informam que o malware também foi usado nos Estados Unidos, China e Índia.

Fonte: Olhardigital.

AddThis Smart Layers

Aqui você pode doar para a manutenção das noticias do Blog de Tecnologia

Doe com o Pag Seguro

Pagamento Global

Imagens de solução

Socialclique

Afilio

Siliconaction

Cliquebanner

Afilio

Web Rádio Somsulnativo

Fogabras

Blog do Nelson Alves

Blog de Moda

Blog de Tecnologia