Google+

Tradutor

sábado, 7 de junho de 2014

Samsung anuncia o primeiro smartphone com o sistema operacional Tizen




Empresa também promete uma TV com Tizen para o ano que vem. Sistema baseado em Linux é uma alternativa ao Android e foi desenvolvido em parceria com a Intel.


A Samsung anunciou nesta segunda-feira o primeiro smartphone baseado no sistema operacional Tizen, e promete lançar uma TV rodando o sistema no ano que vem.
Baseado em Linux, o Tizen é visto como uma alternativa ao Android em dispositivos móveis e eletrônicos de consumo. Seu desenvolvimento é apoiado pela Tizen Association, uma organização da qual são parte a Samsung, LG, Intel, Fujitsu, Huawei e várias operadoras de telefonia.
Batizado de “Samsung Z” o aparelho é, segundo a empresa, o primeiro smartphone comercialmente disponível baseado no Tizen e tem um processador Quad-Core de 2.3 GHz, 2 GB de RAM, 16 GB de memória interna, slot para cartões microSD e tela Super AMOLED de 4.8 polegadas. O sistema operacional é o Tizen 2.2.1.
Como no Galaxy S5, também há um sensor de impressões digitais integrado e um modo de “ultra economia de energia” que permite que o smartphone continue em operação mesmo com níveis mínimos de carga na bateria, para emergências.
O Samsung Z será mostrado na Tizen Developer Conference em San Francisco, nos EUA, que começa nesta terça-feira. O aparelho estará disponível no terceiro trimestre na Rússia, e há planos para ampliar a distribuição para outros mercados. O preço não foi informado.
Segundo a Samsung aplicativos para o aparelho poderão ser baixados numa loja própria chamada Tizen Store, e há planos para concursos de aplicativos na Rússia e Comunidade de Estados Independentes, além de um programa promocional de um ano para os desenvolvedores.
A empresa, que já lançou smartwatches (Gear 2 e Gear 2 Neo) baseados no Tizen, planeja produzir também TVs e outros aparelhos baseados no sistema operacional.
“Esperamos lançar TVs baseadas no Tizen em 2015”, disse um representante da Samsung nesta segunda-feira via e-mail. “A Samsung está trabalhando continuamente com o Tizen para desenvolver as tecnologias mais inovadoras e solidificar sua posição como líder no mercado de TVs”, disse o representante.
A Samsung planeja lançcar um kit de desenvolvimento para as TVs com Tizen em Julho, antes do lançamento dos produtos.
O objetivo da empresa a longo prazo é colocar o sistema operacional em uma variedade de dispositivos. “A Samsung está comprometida com o desenvolvimento do ecosistema Tizen em várias categorias de produtos, incluindo dispositivos móveis, wearables e, claro, TVs”, disse o representante.
Com o kit de desenvolvimento os desenvolvedores poderão ver simular todas as funções de uma TV sem ter um aparelho fisicamente presente, disse a empresa. “Os desenvolvedores poderão modificar remotamente o código em seus PCs graças a uma nova função de depuração remota, enquanto que no passado teriam de conectar-se diretamente à TV para corrigir erros nos aplicativos”, adicionou.
A versão beta da SDK também oferecerá acesso a recursos como o Smart Interaction, que permitirá que os usuários controles suas TVs com simples gestos com as mãos e comandos de voz, e um sistema de múltiplas telas, que poderá ser usado para conectar a TV a vários aparelhos, incluindo smartphones e wearables.




Fonte: Pcworld

sexta-feira, 6 de junho de 2014

5 recursos do iOS 8 que a Apple pegou emprestado do Android





Algumas das novidades mais celebradas no sistema da Apple estão disponíveis há muito tempo aos usuários do robozinho verde. Saiba quais são.

Tim Cook reservou alguns durante a palestra de abertura da WWDC nesta segunda-feira para “cutucar” os usuários de Android e a fragmentação que assola a plataforma. E em seguida introduziu uma série de novos recursos do iOS 8 que pareceram bastante familiares - porque muitos deles parecem ter sido “emprestados” do Android. Estes são alguns dos mais óbvios.

“Hey, Siri”

A frase “OK, Google” é familiar para você? Ela é uma parte importante do Google Now desde o Android 4.1 “Jelly Bean”, e um recurso de destaque em aparelhos como o Moto X da Motorola e o Nexus 5 da LG. Mas temos que admitir que a habilidade de usá-la na tela inicial não estava disponível até o Android 4.4 “KitKat”.

Dizer “Hey Siri” para chamar a assistente pessoal da Apple é certamente mais fácil do que pressionar um botão. E o recurso funciona mesmo com a tela desligada, o que entre os Android está atualmente limitado ao Moto X.

Notificações interativas

Já imaginou responder à uma notificação de e-mail sem ter de abrir um app. Ou “curtir” um post no Facebook diretamente a partir do painel de notificações? Se você é um usuário do Android, já pode fazer isso desde o Android 4.1

O iOS 8 terá este recurso quando for lançado em Setembro. Ele permitirá que os usuários respondam a mensagens, lembretes e convites para eventos sem deixar o painel de notificações. Painel, aliás, que também foi “inspirado” no equivalente que existe há muito tempo no Android.

Recursos da App Store para desenvolvedores

O Android sempre foi um sistema orientado a comunidades, e se tornou mais ainda com a chegada do Google+. Os desenvolvedores podem criar uma página na rese social e convidar os usuários a experimentar versões beta de seus aplicativos e deixar feedback, com o app sendo distribuído e atualizado pela Play Store.

No iOS 8 os usuários poderão tirar proveito do TestFlight, um serviço que permite que os usuários acessem versões beta de um aplicativo, colaborando com sugestões e relatórios de bugs em troca de acesso “em primeira mão” ao app.

Além disso a Apple agora permite que os desenvolvedores integrem vídeos às suas páginas na App Store, o que ajudará os usuáriosa comparar e tomar uma decisão de compra. A Google Play Store tem este recurso há um bom tempo.

Tudo no iCloud

Estamos bastante cientes da obsessão da Google com a nuvem, mas a Apple também sofre disso. O iCloud começou como um serviço relativamente limitado mas desde então se transformou em uma plataforma de armazenamento bastante capaz. E a Apple anunciou novos recursos nesta segunda-feira: o iCloud Drive aparece como um disco no OS X e Windows (algo que o Dropbox e Google Drive já podem fazer) e permite que o usuário armazene qualquer documento de qualquer tipo, além de fazer o backup de fotos. Soa familiar?

Mas o iOS realmente se inspira no Android com a adição de um gerenciador de arquivos que permitirá aos usuários navegar entre os arquivos e pastas para selecionar o documento no qual deseja trabalhar. O iCloud Drive Storage só funciona com apps compatíveis, portanto é limitado em alguns pontos. Mas ao menos os usuários do Windows poderão finalmente acessar os arquivos.

Um teclado melhor, muito melhor

Um dos recursos mais invejados no Android é a capacidade de trocar o teclado do sistema por um desenvolvido por terceiros. A Apple se inspirou neste recurso ao anunciar que o teclado do iOS não só terá um sistema de predição de texto, o QuickType, algo que o Android tem desde os primórdios, como também permitirá aos usuários a substituição do teclado com o uso de “extensões”. Os usuários do iPhone em breve poderão usar apps como o SwiftKey e o Swype como seu teclado virtual padrão. Finalmente!



Fonte:Macworldbrasil


quinta-feira, 5 de junho de 2014

Nelson Alves: Como ganhar dinheiro com blog na internet

Nelson Alves: Como ganhar dinheiro com blog na internet: ganhar dinheiro muito dinheiro Vou direto a resposta porque na internet não podemos perder tempo. Vou dar o ...

Computex: Dell apresenta novos híbridos 2-em-1 da linha Inspiron




Um dos recursos dos dispositivos de 11,6" e 13" é a versatilidade. Giro de 360 graus permite usá-los como notebook, tablet ou cavalete


A Dell está rejuvenescendo sua linha de computadores em busca da recomendação dos consumidores mais jovens, segundo Jonathan Guttell, diretor de Global Consumer Messaging da companhia. E uma das armas é a nova família Inspiron de notebooks híbridos 2-em-1, com telas touch de 11,6 e 13 polegadas, que estão sendo mostrados esta semana na feira Computex, em Taiwan. 
Os equipamentos são ultrafinos - 1,94 centímetro de espessura - e uma dobradiça permite girar sua tela em até 360 graus, transformando-os de notebooks convencionais em tablets ou mesmo cavaletes. O recurso não é inédito no mercado -foi utilizado pioneiramente pela Lenovo em sua linha Yoga - mas a empresa acredita que o design e a qualidade dos equipamentos deverá fazer sua mágica. 
“Não somos 'divertidos'", diz Guttell. "70% das decisões de compra de computadores na família é influenciada por jovens no ensino médio e na universidade. E a percepção deles é que a Dell faz produtos apenas para usar no trabalho ou na escola", afirma o executivo em entrevista à PC World americana. Guttelldiz que os novos design anunciados na Computex são resultado de "uma mudança de atitude da Dell, agora que é uma empresa privada, de assumir mais riscos.

Fonte: Pcworld

quarta-feira, 4 de junho de 2014

A próxima geração de consoles de videogame poderá caber no seu bolso




Com processadores móveis cada vez mais poderosos e novas ferramentas de desenvolvimento, as chances de que um “PlayStation 5” seja uma caixa ao lado da TV são cada vez menores.

Por décadas, os responsáveis pelas grandes decisões no mercado de games vem focando nos consoles. O mercado de jogos no PC vem e vai, mas é nos consoles que está o dinheiro de franquias conhecidas na indústria como “AAA”: Assassin’s Creed, Grand Theft Auto e Need for Speed, por exemplo.
Mas isso está mudando. A ascensão das plataformas móveis e dos jogos “Free to Play” iniciou uma mudança que pode levar à morte da tradicional “caixa” que fica ao lado de sua TV. E isso significa novas oportunidades para os desenvolvedores e jogadores.




Fonte: Pcworld


Justiça julga válida demissão com justa causa por ‘curtida’ no Facebook




Uma concessionária de motos do interior de São Paulo demitiu por justa causa um de seus funcionários porque ele “curtiu” no Facebook os comentários ofensivos à empresa e a uma das sócias da companhia. O rapaz acionou a Justiça e, na segunda-feira (22), o Tribunal Regional Trabalhista (TRT) considerou válida a decisão da empresa.
Após passar pela 1ª Vara do Trabalho de Jundiaí, primeira instância da Justiça do Trabalho, a ação chegou ao TRT da 15ª Região. A juíza relatora Patrícia Glugovskis Penna Martins considerou que “o fato é grave, posto que se sabe o alcance das redes sociais". "Isso sem contar que o recorrente [o rapaz demitido] confirma que outros funcionários da empresa também ‘eram seus amigos’ no Facebook”, escreveu a magistrada em seu voto.
O caso ocorreu em Jundiaí (SP) em outubro de 2012. Então recepcionista da concessionária de motocicletas BM Motos, Jonathan Pires Vidal da Rocha “curtiu” a publicação de um ex-funcionário da loja. As mensagens ofendiam não só a empresa mas também uma de suas proprietárias –após pedido da companhia, o Facebook apagou a página.

Fonte: g1.globo

terça-feira, 3 de junho de 2014

Apple apresenta o iOS 8



Sistema traz "enormes" mudanças, tanto para os usuários quanto para os desenvolvedores.


A Apple apresentou nesta segunda-feira, durante a palestra de abertura da WWDC 2014 em San Francisco, a próxima versão de seu sistema operacional para dispositivos móveis, o iOS 8. Segundo Tim Cook, esta versão do sistema, que estará disponível para o público a partir de setembro, traz "enormes" mudanças, tanto para os usuários quanto para os desenvolvedores.
Para os usuários
A primeira novidade anunciada foi uma nova central de notificações: agora é possível responder a uma mensagem sem ter de abrir um app, por exemplo. E é possível interagir com notificações mesmo na tela de bloqueio.
O Safari no iPad ganha o mesmo modo de visualização de abas que no iPhone, e a barra lateral da versão para o iOS. O Mail tem novos gestos para marcar uma mensagem como não lida, ou marcá-la para leitura posterior. Ao compor uma mensagem é possível ocultar um rascunho com um gesto, verificar ou copiar informações em uma outra mensagem e retomar o rascunho com outro gesto.
O Spotlight tem alguns dos recursos do Yosemite, e em uma busca pode sugerir apps relacionados que você ainda não tem, ou filmes para streaming ou no cinema quando você busca pelo título.
O Quicktype é um sistema de predição de conteúdo integrado ao teclado que analisa o que você está digitando, e para quem, e sugere as próximas palavras. Tudo isso, segundo Craig Federighi, sem enviar informações à Apple, respitando a privacidade do usuário. O recurso tem suporte a vários idiomas, inclusive o Português do Brasil.
O Messages agora pode "silenciar" discussões individuais, e há uma opção para deixar uma discussão. Também ficou mais fácil adicionar mensagens de áudio, imagens e vídeos a uma discussão. E é possível ouvir e responder a mensagens de áudio simplesmente levando o iPhone ao ouvido, sem precisar desbloquear o aparelho.
O iOS 8 também tem novos recursos para o mercado corporativo, e segundo Federighi 98% das empresas da lista Fortune 500 são usuárias do iOS. Com um recurso chamado "Device Enrollment" uma empresa pode configurar um aparelho com informações para acesso ao ambiente corporativo, e até mesmo pré-instalar apps, sem tirá-lo da caixa. 
O app "Healthbook", mencionado inúmeras vezes em rumores antes do evento, se chama Health, e centraliza informações sobre a saúde do usuário em um único local. Desenvolvedores podem usar uma API chamada Healthkit para adicionar informações ao app, e instituições como a Mayo Clinic estão trabalhando em conjunto com a Apple para integrar resultados de exames ao Health.
O Family Sharing permite compartilhar fotos, calendários e lembretes com os outros membros da família, e até mesmo compras de filmes e apps no iTunes e App Store. Um recurso interessante permite que uma criança compre um item na App Store, mas a compra só será aprovada após um pai autorizar a compra em seu aparelho.
O app Photos agora mostra todas as fotos que você já tirou, através de integração com o iCloud, e tem um sistema de busca melhorado. Também há novas ferramentas de edição, permitindo ajustar a luz ou a cor em uma foto simplesmente arrastando um controle na tela. O sistema analisa vários parâmetros da imagem e ajusta os "detalhes técnicos" como brilho, contraste, sombras e destaques automaticamente. Uma foto editada é automaticamente sincronizada com todos os seus aparelhos. O app Photos também terá uma versão para o OS X, que será lançada no início do ano que vem.
O armazenamento de fotos no iCloud será gratuito até 5 GB, custará US$ 0,99 mensais por 20 GB e US$ 3,99 mensais por 200 GB.
O Siri terá suporte a ditado em português (e 21 outros idiomas), mas não a comandos. Também haverá melhor integração com veículos: ao conectar seu iPhone a um carro, por exemplo, basta dizer "Hey Siri" para usar o recurso, evitando que o motorista se distraia apertando um botão.
Para desenvolvedores
Desenvolvedores também terão novos recursos na App Store. Desenvolvedores poderão adicionar "previews" em vídeo às descrições de seus apps, e fazer "pacotes" de apps com desconto. O TestFlight é um recurso que permitirá que os desenvolvedores dêem aos usuários acesso a versões beta de seus apps, e os resultados serão retornados automaticamente.
O kit de desenvolvimento do iOS (SDK) também trará grandes mudanças, com 4000 novas APIs disponíveis aos desenvolvedores, segundo Federighi. Um recurso chamado Extensibility permitirá que um app ofereça serviços aos outros: por exemplo, o Pinterest poderá se integrar às opções de compartilhamento padrão do sistema, e desenvolvedores poderão criar widgets que se integrarão à Central de Notificações.
Em uma demonstração, um widget do eBay alertou o usuário de que um lance maior foi feito em um leilão, e foi possível fazer um novo lance sem sequer abrir o app do eBay. Em outra, o serviço de tradução do Bing foi usado para traduzir uma página do Safari. Outra recurso há muito pedido estará disponível no iOS 8: a capacidade de trocar o teclado do sistema por um teclado de terceiros. Os teclados não terão acesso à rede, ou seja, não poderão baixar e enviar informações sobre o que é digitado, a não ser que autorizados pelo usuário.
Homekit é uma API para centralizar protocolos e controle de dispositivos domésticos, como portas, lâmpadas, termostatos, câmeras, etc. Os dispositivos poderão ser controlados individualmente, ou agrupados. Um sistema de segurança garante que apenas o iPhone do usuário será capaz de acessar e controlar as luzes da sala, por exemplo.
O iOS terá também uma nova API gráfica chamada Metal, que permite acesso mais direto ao hardware gráfico dos iDevices em comparação com o OpenGL/ES. É algo similar ao que a AMD está fazendo nos PCs com sua API Mantle. Segundo Federighi é possível conseguir até 10x mais chamadas de sistema com Metal do que com OpenGL, e os desenvolvedores também poderão ter acesso à GPU para fins computacionais, e não apenas gráficos. Isso se traduzirá em gráficos ainda mais detalhados e complexos do que é possível hoje, sem a necessidade de upgrade no hardware gráfico.
A Apple também está adicionando ao ambiente de desenvolvimento Xcode uma nova linguagem de programação chamada Swift, que é "rápida, segura e interativa". Código Swift pode ser integrado a código em Objective C em um mesmo app, e a nova linguagem pode ter desempenho até duas vezes superior que Objective C em algumas operações, como criptografia. A linguagem pode ser usada "para tudo", de um cliente para redes sociais a um sofisticado jogo com gráficos em 3D usando Metal.
O iOS 8 estará disponível em forma Beta para os desenvolvedores a partir de hoje, e será lançado gratuitamente para os consumidores "a partir de setembro". O sistema rodará em qualquer iPhone a partir do 4S, iPad 2 ou superior e iPod Touch de 5ª geração ou superior.

Fonte: Macworldbrasil

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Momento certo de protestar



Por: Pedro Cardoso da Costa


Momento certo de protestar

Neste país alguns conceitos sobre qualquer coisa se tornam imutáveis e absolutos. Agora, a moda está sendo a definição do prazo que as pessoas deveriam ter protestado contra a realização da Copa.
Essa defesa vem de pessoas diversas, mas existe um grupo maior que se julga superior aos demais, por seus membros se sentirem os intérpretes corretos, os analistas precisos e os donos de intelectos desmedidos. Tem um desprezo profundo contra quem pensa diferente sobre qualquer coisa. Essa turma já está passando dos limites do bom senso sobre o que defendem.
Essas pessoas têm algumas características diferenciadas da massa. Algumas estão no governo, na maioria em cargos comissionados, sempre escolhidos pelos requisitos de amizade, parentesco e outros meios similares. Esse é o grupo de ferro. Quem pensa semelhante está certo, é adequado, é valioso; quem discorda é retrógrado, equivocado e despeitado. São os proprietários da virtude.
Para eles a “grande mídia” deve ser depreciada e até hostilizada, porque está sempre coordenando os golpes, definindo as ações, os gostos e escolhas dos alienados. Tudo que se veicula na grande mídia não presta, mas nunca apresentaram a parte boa da mídia.
Esse pessoal agora está a favor da realização da Copa, com um argumento que se aproxima do ridículo. No limite da desfaçatez, defende até que “o que tinha de ser roubado, já foi”. E que o momento dos protestos deveria ter sido na hora da escolha do Brasil como país-sede. Não entende que a realização da Copa em si é um pretexto para as manifestações contra todos os desmandos e abusos, de todos os tempos, que a competição mundial somente ajudou a escancará-los.
Nem levam em consideração que ninguém foi consultado sobre escolha alguma. Essa opção passou longe dos mortais. Com a execução das obras escancaram-se os gastos astronômicos, como a diferença entre estádios e essas pocilgas de hospitais públicos, por exemplo. E o processo de reação de massa para assustar autoridades só ocorreu há um ano. Tanto que no início, o desprezo pelas manifestações foi dilacerante. Geraldo Alckmin e Arnaldo Jabor foram os exemplos mais acabados desse descaso.
Parte da imprensa “ruim” - ainda falta a apresentação da boa – está indecisa entre apoiar abertamente o ufanismo tradicional pela Copa, com medo do crescimento e da reação nos protestos.
E, além disso, há outra característica a ser destacada dessa gente que é o exercício intenso da cidadania somente expresso por escritos e verbalmente, já que são incapazes de erguerem a bunda do sofá para qualquer coisa. Com a modernização, eles são o próprio conceito do que seria uma cidadania meramente virtual.
Não assumem a própria incapacidade de protestar sob qualquer hipótese, por mais justo que o motivo. Seguem a linha dos comentaristas de economia e de futebol de que tudo deveria ter sido feito lá no passado. São tão donos de si que esquecem o básico, e aí está o recado principal, de que cabe exclusivamente a quem protesta definir o momento, onde e como protestar.

Pedro Cardoso da Costa – Interlagos/SP
    Bacharel em direito

Summer '14 Force.com Platform Release Preview




Welcome to the Force.com Summer '14 Developer Preview. Explore the topics below to learn more about enhancements to Visualforce Remote Objects, additions to Visual Workflows, updates to Canvas and lots of enhancements to developer tools. Be sure to register for the Summer '14 Release webinar, and explore links to the latest documentation, information on release windows, and the community discussion boards.
Visualforce Remote Objects Enhancements

Take advantage of new features like remote method overrides, an upsert() operation, the orderby query condition for specifying sort order, geolocation fileds, and new query operators for where conditions.
Canvas Updates

The Canvas team has been hard at work to bring you some exciting new features like Apex custom app lifecycle, Canvas in Salesforce1 page layouts, mobile cards and in the navigation, User approved Canvas apps, and SAML support.
Visual Workflow Enhancements

Visually string together forms, business rules, and calls to backend APIs to implement a complete business process using Visual Workflow. New features in this release include changes to Trigger-ready Flows, send email, and cross object field references.


Source: https://developer.salesforce.com/releases/release/Summer14

domingo, 1 de junho de 2014

Ferramenta para Mac da VirusTotal analisa arquivos em 50 mecanismos antivírus




Utilitário pode ajudar a lidar com arquivos suspeitos, mas usuários devem estar cientes do risco de falsos positivos.

O popular serviço de análise de arquivos e URLs VirusTotal lançou um novo aplicativo que permite que os usuários analisem arquivos suspeitos de uma só vem nos mais de 50 mecanismos antivírus suportados pelo serviço.

A ferramenta, chamada VirusTotal Mac OSX Uploader, pode ser usada para analisar arquivos individuais, apps para Mac ou pastas inteiras. Os itens podem ser arrastados para a janela do programa ou enviados para análise clicando com o botão direito do mouse sobre eles e usando a opção Abrir Com no menu.

O uploader usa a API (Interface de Programação) pública da VirusTotal, portanto está limitado a quatro pedidos de análise por minuto. Analisar um grande volume de arquivos é possível, mas o aplicativo irá agendar a operação, que pode levar um longo tempo.

O produto da VirusTotal não é um substituto para os pacotes antimalware tradicionais, já que não fornece detecção e proteção em tempo real, apenas a análise sob demanda. Mas pode ser usado para conseguir uma “segunda opinião” em arquivos suspeitos. Entretanto, os usuários tem de estar cientes de que o uso de um conjunto tão grande de mecanismos antivírus aumenta a chance de receber falsos positivos.

Um relatório do VirusTotal com resultados positivos em dois ou três mecanismos antivírus num total de 50 pode representar ou um falso positivo ou uma nova variante de malware, portanto a interpretação dos resultados nem sempre é simples. Entretanto, como a VirusTotal compartilha o malware que recebe com fabricantes de antivírus que não o detectaram, o uso do serviço pode acabar ajudando os outros usuários.

A esperança é que a ferramenta, que foi testada no OS X 10.8 e 10.9, “irá resultar na VirusTotal recebendo mais submissões de aplicativos para Mac, nos permitindo mergulhar mais em um sistema que cada vez mais é alvo de agressores e permitindo que as empresas de antivírus e pesquisadores usem nosso backend para construir defesas mais fortes contra estas ameaças”, disse Karl Hiramoto, gerente técnico da VirusTotal, em um post no blog do serviço.

O VirusTotal foi lançado em 2004 pela empresa de segurança espanhola Hispasec Sistemas, mas foi adquirido pela Google em Setembro de 2012.


Fonte: macworldbrasil

AddThis Smart Layers

Aqui você pode doar para a manutenção das noticias do Blog de Tecnologia

Doe com o Pag Seguro

Pagamento Global

Imagens de solução

Socialclique

Afilio

Siliconaction

Cliquebanner

Afilio

Web Rádio Somsulnativo

Fogabras

Blog do Nelson Alves

Blog de Moda

Blog de Tecnologia